frei-marianoMariano Gijsen nasceu em Den Haag, na Holanda, em 1921.  Recebeu a ordenação presbiteral em 1953. Durante sua vida religiosa, fundou a Associação Irmão Sol, que acolhe crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Também se dedicou à Pastoral Paroquial e à juventude.

AIS (Associação Irmão Sol) iniciou seus trabalhos em 1989 a Associação acolhendo catadores de papel e meninos de rua que ficavam debaixo dos viadutos e nas praças.

No ano seguinte, foi adquirido um barracão na Vila do Indio no bairro Copacabana, onde 16 crianças e adolescentes de 8 a 17 anos foram morar sob a guarda de um monitor.

Em 2011, Frei Mariano, recebeu o premio do prefeito Marcio Lacerda, pelos feitos realizados pelo Irmão Sol na área social.

Atualmente a Associação Irmão Sol,  acolhe e acompanha até 75 crianças e adolescentes, que se encontram em situação de risco pessoal e social, em suas 5 Unidades localizadas em Belo Horizonte.

O ato de acolher significa receber e proteger. O acolhido traz na maioria das vezes uma história sofrida, e por isso precisa de apoio e espaço para elaborar suas perdas e viver novas experiências.

Frei citava muito a frase de Antoine de Saint Exupéry:

“Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, pois, cada pessoa é única e nenhuma substitui a outra. Cada um que passa em nossa vida, passa sozinho, mas não vai só, nem nos deixa só. Leva um pouco de nós mesmos, deixa um pouco de si mesmo”.

11703182_1612976362310188_2062111129191459670_nFrei Mariano Gijsen faleceu no domingo, 28 de junho de 2015, em Belo Horizonte. Estava internado há mais dias, com a saúde muito comprometida. Ele tinha 94 anos.

Obrigado, Frei Mariano, por sua dedicação, empenho, carinho, respeito, por tudo que você fez e permitiu que muitas crianças pudessem alterar sua história de vida.

Associação Irmão Sol